PEDIRAM-ME UM POEMA DE AMOR...

O poema! Um breve carinho...
Uma cama de ouro e pérolas!
Onde se deita um libertino…
E os seus devassos desejos,
Grita forte, - SOU DIVINO!
E chora entre seus trechos,
A morte das musas e da paixão…
Derrama-se em sonhos,
A cada poema, a cada canção,
Coloca subtileza sem pecado,
NÃO, NÃO, NÃO!
O poeta enlouquece, coitado!
Um colapso de inspiração!
Um poema, cama de ouro,
Tens de chamar a razão!
Poeta o que sentes? Insiste!
Escreve sexo e furacão!
Porque se Merda também existe!
Não é só riso o coração!

Edgar Sacadura
PEDIRAM-ME UM POEMA DE AMOR... PEDIRAM-ME UM POEMA DE AMOR... Reviewed by Edgar Sacadura on sexta-feira, setembro 26, 2014 Rating: 5

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.