terça-feira, abril 29, 2014
Tremores e convulsões lançavam, Medo de quem desconhecia então, Que a mente é frágil e quebrável, Quando reage mal o corpo à frustração. Edg...
Reviewed by Edgar Sacadura on terça-feira, abril 29, 2014 Rating: 5

Dada

terça-feira, abril 29, 2014
Um dia, avião e tapete de saia. Janelas partidas e erros ortográficus, E a vida passa. Entre os dedos de um Dragão Verde, Verde de Flores e ...
Dada Dada Reviewed by Edgar Sacadura on terça-feira, abril 29, 2014 Rating: 5

"Segredos públicos"

terça-feira, abril 29, 2014
Que a alegria seja o vosso porto, ponto de partida e parto natural, pois só ela nos salvará desta loucura! Edgar Sacadura Retirado de "...
"Segredos públicos" "Segredos públicos" Reviewed by Edgar Sacadura on terça-feira, abril 29, 2014 Rating: 5

Poesia XXIX

quinta-feira, abril 03, 2014
Sem saber, Sou teu… (consumidor de esperanças). Eterno depósito que enches com o teu amor… Acredito neste amor puro, não acreditar seria env...
Poesia XXIX Poesia XXIX Reviewed by Edgar Sacadura on quinta-feira, abril 03, 2014 Rating: 5

Êxtase nos céus

quinta-feira, abril 03, 2014
O perfume do teu corpo cristalino Que me encanta, amor… De infinitas cores se revela em paixão, E o teu sabor a ouro perdura… Aquele que len...
Êxtase nos céus Êxtase nos céus Reviewed by Edgar Sacadura on quinta-feira, abril 03, 2014 Rating: 5
Poema visual. "A minha avó" Poema visual. "A minha avó" Reviewed by Edgar Sacadura on quinta-feira, abril 03, 2014 Rating: 5
Poema visual. Amor Poema visual. Amor Reviewed by Edgar Sacadura on quinta-feira, abril 03, 2014 Rating: 5
Falo - Um poema ao Morde-fronhas Falo - Um poema ao Morde-fronhas Reviewed by Edgar Sacadura on quinta-feira, abril 03, 2014 Rating: 5
Com tecnologia do Blogger.